1. "Quem encontra prazer na solidão, ou é fera selvagem ou é Deus." (via Quem encontra prazer na solidão, ou é fera sel… - Aristóteles - Frases)

     
  2. littlebunnysunshine:

    fearless dawn Steve Mannion

    (via notpulpcovers)

     
  3.  
  4.  

  5. "

    O Poeta é a Mãe das Armas

    O Poeta é a mãe das armas & das Artes em geral —
    alô, poetas: poesia no país do carnaval;
    Alô, malucos: poesia
    não tem nada a ver com os versos dessa estação muito fria. O Poeta é a mãe das Artes & das armas em geral: quem não inventa as maneiras do corte no carnaval (alô, malucos), é traidor da poesia: não vale nada, lodal. A poesia é o pai da ar-
    timanha de sempre: quent ura no forno quente do lado de cá, no lar das coisas malditíssimas; alô poetas: poesia! poesia poesia poesia poesia!
    O poeta não se cuida ao ponto
    de não se cuidar: quem for cortar meu cabelo já sabe: não está cortando nada além da MINHA bandeira ////////// =
    sem aura nem baúra, sem nada mais pra contar.
    Isso: ar. ar. ar. ar. ar. ar. ar. ar. ar. ar. ar. ar. a
    r: em primeiríssimo, o lugar. poetemos pois torquato neto /8/11/71 & sempre.

    "
     

  6. "

    Cogito
    Torquato Neto

    eu sou como eu sou
    pronome
    pessoal intransferível
    do homem que iniciei
    na medida do impossível eu sou como eu sou
    agora
    sem grandes segredos dantes
    sem novos secretos dentes
    nesta hora eu sou como eu sou
    presente
    desferrolhado indecente
    feito um pedaço de mim eu sou como eu sou
    vidente
    e vivo tranqüilamente
    todas as horas do fim.

    "
     

  7. "FICO. Não consigo acompanhar a marcha do progresso de minha mulher ou sou uma grande múmia que só pensa em múmias mesmo vivas e lindas feito a minha mulher na sua louca disparada para o progresso. Tenho saudades como os cariocas do tempo em que eu me sentia e achava que era um guia de cegos. Depois começaram a ver e enquanto me contorcia de dores o cacho de banana caía. De modo q FICO sossegado por aqui mesmo enquanto dure. Ana é uma SANTA de véu e grinalda com um palhaço empacotado ao lado. Não acredito em amor de múmias e é por isso que eu FICO e vou ficando por causa de este amor. Pra mim chega! Vocês aí, peço o favor de não sacudirem demais o Thiago. Ele pode acordar."
     

  8. "A Rua
    toda rua tem seu curso
    tem seu leito de água clara
    por onde passa a memória
    lembrando histórias de um tempo
    que não acaba
    de uma rua de uma rua
    eu lembro agora
    que o tempo ninguém mais ninguém mais canta
    muito embora de cirandas
    (oi de cirandas)
    e de meninos correndo
    atrás de bandas
    atrás de bandas que passavam
    como o rio parnaíba
    rio manso passava no fim da rua
    e molhava seu lajedos
    onde a noite refletia
    o brilho manso
    o tempo claro da lua ê são joão ê pacatuba
    ê rua do barrocão
    ê parnaíba passando
    separando a minha rua
    das outras, do maranhão de longe pensando nela
    meu coração de menino
    bate forte como um sino
    que anuncia procissão ê minha rua meu povo
    ê gente que mal nasceu
    das dores que morreu cedo
    luzia que se perdeu
    macapreto zé velhinho
    esse menino crescido
    que tem o peito ferido
    anda vivo, não morreu ê pacatuba
    meu tempo de brincar
    já foi-se embora
    ê parnaíba
    passando pela rua
    até agora
    agora por aqui estou
    com vontade
    e eu vou volto pra matar
    essa saudade ê são joão ê pacatuba
    ê rua do barrocão."
     

  9. "Adeus
    Vou pra não voltar
    E onde quer que eu vá
    Sei que vou sozinho
    Tão sozinho amor
    Nem é bom pensar
    Que eu não volto mais
    Desse meu caminho
    Ah, pena eu não saber
    Como te contar
    Que o amor foi tanto
    E no entanto eu queria dizer
    Vem Eu só sei dizer
    Vem Nem que seja só
    Pra dizer adeus"
     

  10. "As oportunidades multiplicam-se à medida que são agarradas."